Artigos

ISO-9001-2015-gestao-das-pessoas-ARTIGO-02-FATOS-E-DADOS

A ISO 9001 evoluiu significativamente para englobar outras áreas, sempre no sentido de melhorar o rendimento das organizações e seus processos. Na área de gestão de pessoas, sua organização também vai poder aplicar seus princípios.

Para estar de acordo com a filosofia da organização, as instituições costumam desenvolver um descritivo dos cargos, onde para cada função da organização são estabelecidos requisitos básicos que norteiam os pontos a avaliar. No caso dos novos contratados, este descritivo serve como base para identificar os melhores candidatos para as vagas da sua instituição.

No caso dos funcionários que já compõe o quadro atual, a normativa sugere que suas competências sejam avaliadas, sempre em função dos requisitos que tenham sido estabelecidos previamente. O mais comum é encontrar instituições que façam avaliações periódicas (semestrais, anuais, etc) que tem como objetivo verificar se os funcionários atendem aos requisitos estabelecidos.

A gestão de pessoas sugere que este tipo de avaliação seja realizado pelos superiores imediatos. Uma vez que a avaliação esteja completa, cabe à empresa entender quais são as deficiências e, então, criar um plano de ação para corrigi-las. Além do plano de ação, é fundamental seguir de perto a implantação do cronograma de capacitação, já previamente definido.

Requisitos da Norma

Para atender aos requisitos da Norma, as instituições precisam registrar todo e qualquer treinamento que seja feito na empresa. Quando os treinamentos são formais, o certificado de conclusão do curso serve como documento comprobatório. Já no caso dos treinamentos internos, a documentação é feita através de listas de frequência. Nesta, é importante que conste o nome do processo, a data, os instrutores e a assinatura dos que passaram pelo update.

De fato, o foco do treinamento na ISO 9001 aplicada à gestão de pessoas é a correção de insuficiências. A Norma também indica que, uma vez as deficiências identificadas sejam corrigidas, é preciso refazer a avaliação em algum momento posterior para corroborar que a deficiência foi realmente corrigida.

Quando a resposta posterior for negativa, a instituição precisa considerar outras formas de resolver os problemas. No sentido de atender todas as exigências, recomenda-se que as organizações contem com a avaliação dos colaboradores depois do término dos treinamentos. Aí é quando se verifica se o desempenho foi otimizado ou ainda carece de ajustes.

ISO e as boas práticas

As normas ISO são consideradas "boas práticas” em função de vários fundamentos, principalmente a atualização e o alcance dos parâmetros. A ideia central é uma só, fazer com que as diretrizes e princípios de uma instituição possam ser implementados na gestão de pessoas de empresas de todos os tamanhos e campos de atuação.

De fato, o departamento de Recursos Humanos pode se beneficiar diretamente da norma ISO 10015, que versa sobre as Diretrizes para Treinamentos na Gestão da Qualidade. A normativa pode ser implementada quando for necessário implementar orientações relacionadas às capacitações internas da organização.

As Normas da família NBR ISO 9000 (que contempla em si as orientações da ISO 10000 e derivadas) põem ênfase na relevância da gestão dos recursos humanos, assim como na conveniência de contar com treinamentos atualizados e adequados para manter o nível de qualidade definido nos descritivos de cargos, que citamos no começo do artigo.

A gestão de pessoas na atualidade

O mais importante é entender que a gestão moderna considera que as pessoas são um dos ativos mais importantes das instituição, ou seja, quando investimos no setor de Recursos Humanos, estamos investindo na qualidade dos serviços e na empresa como um todo.

Empresas que consideram o setor de RH como um recurso estratégico estão mais alinhadas com as tendências atuais dos mercados. Na ISO 10015 você pode encontrar todas as orientações para que sua instituição identifique as competências mais importantes (core competence) e continue a investir no pessoal.

 

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.